Home » » O CHEFE DA MINHA ESPOSA ESTA DOIDINHO PARA COMER ELA

O CHEFE DA MINHA ESPOSA ESTA DOIDINHO PARA COMER ELA

Desde primeira vez que vi, toquei sabia que ela era a mulher de meus sonhos e desejos.
Meu nome é Wagner, tenho 28 anos nos dias atuais. Minha mulher chama se Marina, tem 24 aninhos nos dias atuais. .
Tudo aconteceu há dois anos. Descobrimos um mundo de possibilidades em relação ao nosso prazer. Na época tinha 26 anos e minha futura esposa tinha 22 aninhos.
Marina e daquelas mulheres que por onde passa e o centro das atenções, pois jeitinho gostoso, além de ser simpática e divertida. Dona de um poder se sedução incrível, na cama um verdadeiro furacão.
Marina tem uma pele bronzeada, pois adora curtir uma praia, onde podem exibir seu lindo corpo naqueles mini biquínis deixando aquelas marquinhas de sol que enlouquece. .Quando saímos e muitas vezes na dia a dia Marina abusava da roupa ousada, sexy. Tive me costumar com seu jeitinho sapeca, seu lado de exibicionista.
Mas numa festa casa de seu chefe percebia algo diferente. Primeiro que tinha pouquíssimas pessoas do trabalho. Vida que segue e enfim conheci seu chefe Cesar que tanto falava. Marina adorava falar das aventuras das amigas, isso incluía as casadas onde seu chefe comia todas. Ele era divorciado.
Naquela noite percebi algo diferente. Cesar seu chefe era super atencioso, e alguma vez percebia olhares de para minha linda noiva. Entedia perfeitamente, pois Marina vestia um vestido de cor preta colado no corpo, vestido era curto, exibindo suas coxas grossas, sabia que estava com uma pequena calcinha e de salto.
Em determinado momento da festa boa parte um pouco alto por causa da bebida começaram a dançar numa mini boate em sua mansão. Seu chefe te a ousadia de pedir para dançar com minha noivinha. Permitir, pois não danço e Marina saiu toda feliz. Rolava um forrozinho, e durante a dança percebia os dois super colados, e se esfregando.
Não éramos um casal inocente e muitas vezes falávamos em fantasias e desejos. Eu sabia que Mariana adorava se exibir e provocar os homens e mulheres. Algumas vezes sentia ciúmes e a maioria das vezes ficava EXCITADA COM AS POSSIBILIDADES de algo mais.
Quando Marina voltou e a beijei com tesao, e disse que ela era super gostosa. Ela retribuiu com beijo delicioso. Em seguida falei em seu ouvido: cuidado, pois se continuar assim você vai ser a próxima da lista dele. Ela parou por segundo e ficou me olhando, aproximou se deu um beijo. Suas mãos deslizaram-te meu pau duro, massageava, e pediu. Posso dançar mais um pouquinho com ele, amorzinho.
Fiquei observando os dos dançando, ou melhor, se esfregando, e ciúme deu inicio ao prazer, tesao. Perceber que minha noiva estava nos braços daquele tarado, mas o tesao aumentou quando numa das musicas percebi que ele passava a Mao em seu bumbum, parecia que meu pau ia explodir.
Por volta das 3h da manha resolvemos ir embora. Seu chefe como toda noite foi atencioso. Durante o trajeto para minha casa, parei num sinal, dei um beijo gostoso, deslizei minha Mão por suas coxas, entrando por dentro do vestido, ela abriu as pernas permitindo, seu olhar quase implorando para ser tocada ali mesmo, e foi o que fiz. E como de se esperar ela estava toda molhada, cheia de tesao de ficar se esfregando em seu chefe.
Entramos em casa, ela foi entrar no banheiro para tomar banho, mas não deixei, segurei pelo braço. Ela deixar tomar um banho, pois estou suada. Empurrei em direção da parede, pelo movimento seu vestido subiu, exibindo sua pequena calcinha preta, transparente.
Então beijei, com tesao, esfregando meu corpo no dela, que logo tirou minha calça, pegou meu pau e disse: Nossa amorzinho que te deixou assim tão taradinho, pois sua pica esta muito dura. Você sabe! Você me deixa louco de tesão, pois e muito gostosa. Ela: uhhhhhh! Não sou nada, só você que acha, pois ninguém me olha. Disse e vi essa noite, o safado do seu chefe, aquele tarado, tempo todo olhando, e dançando com você! Que isso amorzinho, foi você que deixou disse ela. E você ate gostou, pois deixou repetir, e você sabe que ele é um tarado.
E verdade. Pois não sei que deu em mim. Eu sei amorzinho, você gosta de ver sua futura mulherzinha se divertindo, isso e tão meigo, tão bonzinho, mas tem quer ter cuidado com lobo mal.
Naquele momento não suportei, e joguei na cama, caindo como aquela bundinha empina, e com aquela calcinha toda enfiada, passei minha língua quente em suas coxas e depois no bumbum, ela pedia para parar, dizendo estar suada, suja. Eu sei que você estar sua safada, estar com cheirinho de putinha, que ficou se esfregando em seu chefinho tarado, ela deu um suspiro. Aposto que você gostaria que tivesse aqui, vendo você assim, toda safada. Ela: amor não fala isso gemendo. Naquele momento cai de boca em sua bocetinha molhada, e entre chupadas e dizia. Você o queria aqui chupando essa bocetinha sua putinha, de tanto insistir ela confessou: Queria sim! Sentir aquela boca, aquela língua daquele tarado.
Não resisti por muito tempo, chupava ouvindo minha futura mulher admitir que quisesse seu chefe chupando sua bocetinha, então comecei chupar seu cuzinho, ela quase desmaio de prazer para minha surpresa, pois não deixava nunca fazer isso, tocar em seu cuzinho virgem. Ela passou implorar para comê-la, querendo pica. Lógico que fiz, penetrei com foca, ela estava super excitada, pois palavras fortes do tipo. Como sua puta, me rasga, faz sentir uma piranha. Não demorou a ter um orgasmo triplo. Vendo e sentindo gozei em seu lindo bumbum. Naquela noite foi uma a confirmação que minha safada queria mais, queria ser uma putinha.
 
Support : Copyright © 2015. diariodeuna esposaobediente - All Rights Reserved